Cibereal, Lda. - Vender Casa, Comprar ou Arrendar com Serviços Imobiliários Profissionais


Rentabilidade imobiliária alta em Lisboa

Lisboa apresenta uma alta rendibilidade para os investidores imobiliários, em comparação com os principais mercados europeus, mas a oferta é "indiferenciada" e a concorrência alta, com o mercado dominado por sociedades locais, segundo um estudo hoje divulgado.
O lugar ocupado pela capital portuguesa no estudo da ULI e PricewaterhouseCoopers, 21º entre 27, "demonstra que o prémio não é suficiente para os investidores e, por isso, não mostram grande entusiasmo quanto à possibilidade de compra de escritórios, espaços comerciais e propriedades industriais".

A rentabilidade "é mais alta do que em alguns dos outros mercados prime", 6,75% anuais nos escritórios e 7% nos espaços comerciais nas principais ruas.Contudo, "os investidores estão de certa forma desapontados", sobretudo com a concorrência e o domínio do mercado pelos investidores locais, refere o estudo sobre o mercado imobiliário europeu, hoje divulgado em Lisboa.
O estudo "Novas Tendências no Ramo Imobiliário Europeu para 2006" revela que Portugal tem uma "posição periférica" face à Europa, o que "tem levado os investidores a classificar Lisboa como um território inexplorado no seu radar de investimento".
Com o novo regime do arrendamento urbano, "o interesse dos investidores internacionais poderá aumentar", dado que "as novas leis são mais apertadas para os inquilinos que desocupem as propriedades com um curto espaço de tempo de pré-aviso, gerando maior confiança nos investidores".

Apesar da reforma, "o mercado de escritórios ainda apresenta alguns riscos, devido à pouca procura e ao excesso de oferta".
A classe de investimento preferida, adianta o estudo, continua a ser o comércio, mas a maior concorrência situa-se na procura de propriedades fora de Lisboa.
Este ano e nos próximos, considera a Urban Land Institute e PwC os projectos de reabilitação dentro da cidade de Lisboa e a importância de espaços comerciais nas principais ruas serão "tendências importantes".

A nível europeu, adianta, os investidores revelam-se optimistas em relação ao potencial de rentabilidade do imobiliário este ano, em comparação com outro género de activos, apesar de estas terem estado em alta nos últimos anos.
24-02-2006 - Diário Económico